O que era para ser um agradável passeio pelas ruas do município de Águia Branca terminou com a condução de um indivíduo ao DPJ, acusado de Estupro de Vulnerável.

Na noite do último domingo (07/05) várias crianças e adolescentes se divertiam em um trenzinho denominado “Garotinho da Alegria” quando a responsável por acompanhar as crianças e adolescentes no interior do referido veículo percebeu que a menor K.E.K de 11 anos estava chorando.

Ao questiona-la sobre o que havia acontecido, a menor respondeu que o cidadão E.A.S. de 34 anos, que também estava no “trenzinho”, havia esfregado o órgão genital nela, além de passar as mãos no corpo de sua amiga I. K. C. F de 11 anos e chamar M. C. S. A. de 13 anos para fazer sexo com ele.

A menor relatou ainda que havia várias crianças no interior do “trenzinho” porém não soube informar se outras meninas também foram assediadas.

Ao ser informado do acontecimento, o pai da menor K.E.K procurou a Polícia Militar e registou ocorrência, sendo o caso acompanhado também pelo Conselho Tutelar de Águia Branca. Segundo informações, o acusado é do estado da Bahia e mudou-se recentemente para a cidade.

A Polícia Militar orienta aos pais e responsáveis que fiquem atentos a qualquer alteração no comportamento de seus filhos, tais como agressividade, dificuldades escolares e em relação ao sono, distúrbios afetivos, entre outras e que evitem deixa-los em eventos/passeios sem a supervisão de um adulto de confiança.

Se você tiver suspeita ou conhecimento de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violência, a sua atitude deve ser denunciar! Isso pode ajudar meninas e meninos que estejam em situação de risco. As denúncias podem ser feitas a qualquer uma dessas instituições:

• Conselho Tutelar da sua cidade.

• Disque 100 (por telefone ou pelo e-mail disquedenuncia@sedh.gov.br) –
canal gratuito e anônimo.

• Escola, com os professores, orientadores ou diretores.

• Delegacias especializadas ou comuns.

• Polícia Militar, Polícia Federal ou Polícia Rodoviária Federal;
• Número 190.

• Casos de pornografia na internet: denuncie em www.disque100.gov.br.

 Fonte: SiteBarra.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *