Presidente do Cruzeiro por 17 anos – deixou o cargo em 2011 -, o senador afastado Zezé Perrella informou, nesta terça-feira, que não vai mais se candidatar ao cargo. As eleições serão no fim deste ano. No dia 22 de fevereiro, horas antes do jogo entre Cruzeiro e São Francisco-PA, pela Copa do Brasil, Perrella – que aniversariava na data – anunciou que iria disputar o pleito. No entanto, em comunicado enviado a conselheiros cruzeirenses, avisou que irá apoiar Sérgio Santos Rodrigues, ex-superintendente desligado em março deste ano da atual diretoria, e que estava apoiando Perrella.

Zezé Perrella alegou motivos pessoais. Ele está sendo investigado na delação da empresa JBS, cujo desdobramento do último dia 18, com mandados de prisão e busca e apreensão de documentos, revelou o envolvimento dos seis integrantes do conselho deliberativo do Cruzeiro.

Sérgio Rodrigues é conselheiro nato e, por isso, pode se candidatar ao cargo. Segundo o estatuto do clube, apenas conselheiros beneméritos ou natos, com no mínimo três mandatos completos e ininterruptos, ou no mínimo cinco mandatos, podem se candidatar à presidência do clube.

A eleição ocorrerá em outubro, ainda sem data definida, conforme prevê o estatuto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *